COVID-19

Mais informações de segunda a sexta-feira pelo telefone (14) 3602-1790. Denúncias podem ser feitas todos os dias pelo aplicativo da ouvidoria, whatsApp e pelo Portal.


Prefeitura de Jahu > Acolhimento temporário para pessoas em situação de rua: três refeições diárias

A Prefeitura de Jahu, por meio da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SADS), iniciou na última sexta-feira (26/06), em parceria com diversas secretarias do Município, o acolhimento temporário durante 24 horas às pessoas em situação de rua, que continuará acontecendo no Ginásio Dr. Neves, situado à Praça Centenário (Beco).

A partir de agora, além do abrigo noturno e banho quente, as pessoas que não possuem casa nem família serão atendidas com três refeições diárias: café da manhã, almoço e jantar, além de terem frutas e sucos disponíveis no intervalo das refeições. Os animais de estimação também continuarão sendo aceitos. “Inicialmente, o serviço será disponibilizado para 50 pessoas todos os dias, que também vão ter atendimento por uma equipe multidisciplinar do Centro POP, das 7h às 20 horas. Esse serviço será disponibilizado pelo Município até 31 de dezembro. As pessoas que procurarem os serviços serão atendidas por servidores que atuam na Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, que irão trabalhar em regime de escala. Além disso, uma técnica de enfermagem vai aferir a temperatura corporal, disponibilizar máscaras de proteção e álcool gel 70 para higienização das mãos. Caso o atendido apresente algum sintoma referente ao Covid, ele será isolado em área reservada e, se necessário, encaminhado para atendimento médico. Essa é uma forma efetiva de atender e acolher pessoas em vulnerabilidade e, paralelamente, dar as devidas orientações de boas práticas sanitárias para fortalecer as medidas de isolamento social”, afirma o prefeito Rafael Agostini.

Segundo a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, foi firmado termo de aceite com o Governo do Estado para a implantação de alojamentos provisórios designados prioritariamente às pessoas em situação de rua como forma de enfrentamento à pandemia causada pelo coronavírus.

Até o final do ano, serão gastos em torno de 50 mil reais em alimentos (em torno de 150 reais per capta por mês).

Tags

COMPARTILHAR